Vacina para professores, grávidas e pessoas com deficiência

Compartilhe esse Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A partir desta quarta-feira (9) podem se vacinar os profissionais da educação básica com 45 e 46 anos de idade. Este público é estimado em 80 mil pessoas. Já aqueles com idade entre 18 e 44 anos, que chegam a 360 mil pessoas em todo o estado, poderão receber o imunizante a partir da próxima sexta-feira (11).

Já as grávidas e as puérperas (mulheres que deram a luz há menos de 45 dias) devem receber a vacina a partir desta quinta (10), independente de sua condição de saúde. São 400 mil mulheres nestas condições. Antes, a vacinação deste grupo era restrita a mulheres com comorbidades.

Também nesta quinta-feira (10) poderão se vacinar as pessoas com deficiência permanente, mas que não recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), um público estimado em 1 milhão de pessoas.

Neste caso, para comprovar a deficiência, será necessário apresentar: laudo médico que indique a deficiência; ou comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada; ou documento oficial com indicação da deficiência; ou cartões de gratuidade do transporte público; ou autodeclaração (na ausência de outro tipo de documento).

Data de início da vacinação contra Covid-19 de grupos prioritários em São Paulo — Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Data de início da vacinação contra Covid-19 de grupos prioritários em São Paulo — Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Adiantamento por faixa etária

O governo anunciou ainda o adiantamento da vacinação de pessoas sem comorbidades. Aquelas com idade entre 55 a 59 anos poderão receber a vacina a partir da próxima quarta-feira (16).

Em média, cada faixa etária teve sua projeção de vacinação antecipada em cerca de 15 dias, em comparação com o calendário divulgado anteriormente.

Segundo Regiane de Paula, coordenadora do Programa Estadual de Imunização, o calendário foi montado levando em consideração a projeção de entregas feita pelo Ministério da Saúde.

A promessa do governo estadual é a de que toda a população com mais de 18 anos tenha recebido ao menos uma dose de vacina contra Covid até o dia 18 de outubro, data que a gestão estadual passou a chamar de “Dia da Esperança”.

“O Dia da Esperança mostra o cronograma completo de vacinação no estado de São Paulo e aponta quantos dias faltam para a imunização de cada grupo, de acordo com as idades. Faltam 111 dias para que possamos iniciar a imunização do último grupo, de 18 a 24 anos, de forma com que todos os brasileiros de São Paulo recebam a primeira dose da vacina”, disse a coordenador do programa estadual de vacinação.

Veja Mais