SP começa nesta sexta a vacinar contra Covid pessoas de 50 a 54 anos que tenham comorbidades

Compartilhe esse Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O estado de São Paulo começou nesta sexta-feira (14) a vacinar contra a Covid-19 pessoas com idade entre 50 e 54 anos que tenham doenças preexistentes que agravam os quadros da Covid, as chamadas comorbidades. O governo estadual estima que 865 mil pessoas estejam nesse grupo. (Veja a lista de comorbidades abaixo).

A vacinação de grávidas e puérperas com comorbidades, que foi suspensa em todo o estado após a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar que o imunizante da AstraZeneca/Fiocruz não seja aplicada neste público, será retomada na próxima segunda-feira (17), com a utilização da vacina CoronaVac e a da Pfizer (apenas na capital paulista).

Datas de vacinação:

  • Pessoas com deficiência permanente entre 55 e 59 anos: 11 de maio
  • Funcionários do Metrô de SP e CPTM: 11 de maio
  • Pessoas de 55 a 59 anos de idade com comorbidades: 12 de maio
  • Pessoas de 50 a 54 anos de idade com comorbidades: 14 de maio

Na segunda-feira (10), pessoas com Síndrome de Down, pacientes transplantados e pacientes renais em diálise, de 18 a 59 anos, também começaram a ser vacinados.

E na próxima terça (18), motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais começarão a ser imunizados. Segundo o governo estadual, 165 mil pessoas deste grupo vão receber a vacina.

Comorbidades incluídas na vacinação

O governo estadual afirma que seguirá os critérios de comorbidade definidos pelo Ministério da Saúde, para pessoas com as seguintes doenças:

  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndrome coronariana
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíaco implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente
  • Hipertensão artéria estágio 3
  • Hipertensão artéria estágio 1 e 2 com lesão e órgão alvo
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (inclui câncer)
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática
  • Portadores do vírus HIV

Vacinômetro

De acordo com balanço da Secretaria Estadual de Saúde, atualizado até 20h32 desta quinta-feira (13), 14.152.305 doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas no estado. Dessas, 9.164.069 correspondem a aplicações de primeira dose e 4.988.255 de segunda dose.

Veja Mais